sexta-feira, 25 de novembro de 2016

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Nova Sinopse, Mudança no Enredo e Bancando o Projeto

Quando terminei de escrever o livro do Ralph achei que minha missão estava cumprida e que era só esperar alguns meses até receber a resposta de alguma editora. Eu finalmente conseguiria publicá-lo e todos aqueles sonhos de adolescente se tornariam reais.

Nunca estive tão enganado.

Tópico #01 - Juntando $$$ necessário para seguir em uma Grande Aventura

Na verdade, além de escrever toda a história eu não estava contribuindo muito para que meu livro se tornasse real. Além de revisar inúmeras vezes e preparar os capítulos com todo cuidado, eu me esqueci de uma etapa primordial na aventura: como eu iria bancar tudo isso? Fazendo um rápido orçamento com uma editora, descobri que preciso juntar o valor de R$ 17,500.000 (eu levaria alguns anos para conseguir essa quantia, tipo, MUITOS anos). Todo mundo sabe que é difícil depender da literatura aqui no Brasil, mais difícil ainda para um iniciante. Um belo trabalho de marketing é essencial, você cria a sua imagem como autor e vai aos poucos cultivando isso, divulgando, contribuindo. Certa influência no mercado também ajuda, seja nas redes sociais, no círculo de amigos e familiares, ou pelo menos ter conhecidos nesse mercado já ajuda bastante, temos em quem nos espelhar, pessoas que nos darão forças para acreditar que investir na literatura não é só um hobby, um passatempo ou um sonho distante; mas uma forma de trabalho, onde crescemos, investimos e contribuímos como qualquer outro.

Eu posso não ter nada disso, mas muito além do dinheiro ou reconhecimento, meu objetivo real é contar uma história, transmitir uma mensagem. Conversando com meu amigo Jean, ex-integrante da Aliança Aventuras, ele definiu o que é preciso para se escrever uma boa obra: "O fato das pessoas se identificarem com ela. Para isso, o escritor precisa absorver muito das pessoas, de suas intenções e seus sentimentos."

A parte bacana de ter um blog para anotar cada etapa dessa jornada é que temos um controle das datas e seus acontecimentos. Mais ou menos em Junho de 2015 eu terminei de escrever o livro inteiro, isso quer dizer que o projeto foi concluído há pouco mais de um ano. 

E onde é que eu estive nesse longo intervalo?

É claro que pesquisando sobre o mercado e editoras, aprimorando minha escrita, revisando tudo até não aguentar mais e pedindo para alguns amigos especiais lerem e avaliarem a história. Céus, graças à Deus nenhuma editora aceitou antes, porque já perdi a conta de quantas modificações foram feitas no enredo que são primordiais!  Todavia, além disso eu não fiz muito para juntar o dinheiro necessário e bancar a produçãoÉ hora de parar de gastar com amiibos, action figures e coleções triviais (é sério, vocês não têm noção do meu dom de comprar coisas triviais), mas agora vou manter o foco e seguir nessa batalha!

Esses dias tomei vergonha na cara, principalmente depois da bronca que minha co-produtora me deu  obrigado, irmã Leeca. Decidi que vou parar de gastar com essas bobeiras e me dedicar a bancar esse projeto de vez. Não é fácil para quem está desempregado em um Brasil onde tudo é tão difícil, mas através das vendas de minha lojinha virtual, a Multi.Player Store, tenho alguma fonte de renda para erguer este projeto.

Agora estou pedindo para a Litos  minha segunda irmã  para dar uma última olhada no roteiro. Após o aval dela, serão 4 pessoas de confiança que leram a história completa, não conheço muita gente que se prontifique a esse trabalho cansativo e maçante, mas vou ver se consigo fechar com cinco. Cinco opiniões. Acho que por hora é o suficiente.

Resumindo: o jeito é continuar juntando aos poucos, só que dessa vez é para valer. Se eu conseguir  arranjar um emprego e poupar bastante, em meados de 2017 eu inicio a produção para ter tempo de lançar meu livro em uma Bienal do Livro aqui em São Paulo, em 2018. Meio longe? Longe pra caraleo, mas é o plano que temos por hora...

Tópico #02 - MATÉRIA não terá mais um MATÉRIA!

Vocês já perceberam que eu chamo o Matéria apenas de "Livro do Ralph"? Isso se deve ao fato de que nunca me acostumei muito com o nome Matéria, para mim sempre foi uma história sobre um garoto e suas aventuras. Enquanto eu e minhas irmãs discutíamos este universo que requer tanta atenção e cuidado, percebemos que havia um erro tremendo que estava presente desde o comecinho da história e eu nunca quis admitir: Será que todo o conteúdo que escrevi é importante?


O Matéria é a basicamente um livro com a resposta para tudo. Eu achava que esta era uma ideia fascinante, mas de um tempos para cá conheci a história do Sir Naponielli do Earth Powers e percebi que a proposta era muito parecida. Um pouco depois comprei um livro nacional para escrever uma resenha, e adivinha? Outro livro com a resposta para tudo! Pelo visto eles são mais comuns do que imaginávamos, hein? No curso de design eu aprendi que "a primeira ideia sempre deve ser descartada, porque com o tempo virão outras melhores". Bem, esta foi a primeira.

A questão é que o enredo de minha história nunca girou em torno de um livro mágico que supostamente deveria ser a ferramenta mais poderosa de todas. O Matéria era inútil, ele nunca passou de um instrumento que é carregado para lá e para cá e é mencionado duas ou três vezes na trama, só para fazer suspense, sem grandes utilidades. Experimentei retirá-lo completamente, e adivinhem? Não foram alteradas mais do que 10 páginas — o que raios acontecia nas outras 400?

Acredito que este era um dos maiores erros da minha trama. Decidi  retirar o Matéria, mas isso não afetou em absolutamente nada. Tudo está sendo corrigido nessas novas alterações. Matéria é uma jornada sobre a vida, da infância à juventude e finalmente à vida adulta. Trata-se de uma história sobre crescer e aceitar isso. O Ralph era um garoto sem grandes ambições, ele só queria ser um herói feliz; mas faltava um objetivo, um senso de urgência que discutiremos no próximo tópico.

Hoje fico muito feliz de não tê-lo publicado antes. Sempre que um autor lê sua obra ele encontra algo que poderia ser mudado ou melhorado, aos nossos olhos críticos nunca está bom o suficiente.

Resumindo: O título da obra será mantido. Não temos mais um livro com a resposta para tudo, mas a palavra matéria pode ser entendida como "qualquer coisa que tenha existência física ou real". Para compreendermos isso melhor, só depois de publicar o livro... *risos

Tópico #03 - Nova Sinopse. Novo Rumo.

Estive trabalhando em uma nova sinopse (uma que faça sentido, já que nem eu entendia o que a antiga queria dizer). Se vocês lerem essa nova versão, verão que há uma mudança primordial: Ralph não é mais movido pelo senso de tornar-se um herói, e sim, de encontrar alguém. Isso já nos leva a uma jornada muito mais profunda e pessoal, é como o Luffy que busca reencontrar-se com Shanks e devolver seu chapéu, ou Rey que deseja encontrar Luke Skywalker para entregar-lhe seu sabre de luz.

Essa mudança veio para tornar a jornada mais dinâmica e oferecer um sonho mais interessante ao protagonista de nossa jornada. É como se isso já existisse no roteiro, eu só não soube como trabalhar a ideia da forma correta. No primeiro volume não teremos ninguém realizando seus sonhos, afinal, "se realizar sonhos fosse fácil, o mundo não estaria repleto de sonhadores!" Confiram:

"Aos quinze anos, jovens de todo o reino são enviados para as academias de treinamento para a guerra que acontece no oeste, mas uma reviravolta do destino muda completamente a vida de um garoto. Ralph é um humano não muito ordinário que foi criado por geckos, uma espécie de lagartos humanoides que compartilham espaço com outras tantas criaturas bizarras no Reino de Sellure. Ele tem a importante missão de tornar-se um grandioso herói — quem sabe assim consiga atrair a atenção de um amigo especial em sua infância. 

Apesar da aparente inocência, Ralph carrega valores profundos e sai em uma viagem mundo afora em busca de sua própria aventura ao lado de outros companheiros frustrados. Quando um pesquisador lunático oferece a missão de reunir cinco Pérolas Sagradas com o poder de invocar um poderoso Mago que realiza desejos e vontades, Ralph se vê de frente à oportunidade de realizar seus sonhos mais impossíveis — mas será que realmente existe uma força tão poderosa? 

Matéria, Espada de Madeira, é uma história que remete a diferentes fases. Como nos contos de fada para crianças, a trama ensina a lidar com as frustrações, vencer obstáculos e a diferenciar a linha tênue entre o bem e o mal. Mais do que uma simples aventura em um universo imaginado cheio de criaturas mágicas e monstros que enfrentamos no dia-a-dia, acompanhamos em cada página uma jornada sobre a vida. Sempre há a possibilidade para uma nova descoberta e um recomeço."

Tenho um pouco de dinheiro nos bolsos, amigos que me apoiam e uma tremenda força de vontade. Já terminei uma fanfic de 100 Capítulos que durou 5 anos, não é um livrinho de 50 que vai me impedir de continuar seguindo.

Estou na espera da resposta de outras duas editoras até o fim desse ano. Estou fazendo orçamentos para quem sabe começar a produção ainda em 2016 e no decorrer dos próximos meses vou bancando o restante. Gosto de trabalhar sob pressão, mantive uma boa média de capítulos semanais na época da boa e velha Sinnoh. O sentido de urgência em conseguir a grana será a minha Jornada do Autor particular, meus personagens dependem de mim, está na hora de parar de esperar alguma força sobrenatural e colocar as engrenagens para funcionarem.

E assim, estamos completando a nossa 100º postagem no blog. É bastante conteúdo, se pararmos para pensar que falamos de um roteiro original que ainda nem se tornou livro, dificilmente as pessoas demonstram interesse nisso. Mais uma vez, tudo que peça é o apoio de vocês. É o que preciso para continuar seguindo em frente.


quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Menu Principal






Menu Secundário






Estatísticas


POSTAGENS
COMENTÁRIOS
Tecnologia do Blogger.

Companheiros de Aventura

Comentários Recentes

+ Lidas da Temporada

Livro do Mês ♫